composicaodotnet

Just another WordPress.com site


Deixe um comentário

A Primavera / Verão da Talento

A marca mineira Talento está nas araras da Composição. Confiram detalhes da coleção neste post publicado no IvyLemes.com.

Moda mineira na Composição
Publicado em outubro 18, 2012; em IvyLemes.com

A marca mineira Talento acabou de chegar na Composição com peças sofisticadas e em tecidos finos, que seguem as principais tendências do verão. Estampas gráficas, de lenço e animal estão entre as apostas da marca.

Adorei o vestido que mistura duas estampas nos mesmos tons. Reparem que o fundo claro não deixa o mix “pesado”.

A Composição aposta nas blusas com modelagem ampla, pela versatilidade da peça. Elas podem ser usadas com legging, short e também como saída de banho na praia e/ou piscina. Essas peças podem ser adquiridas separadamente ou em conjuntos de duas ou três peças (com calça ou com regata e legging).

As estampas tropicais também fazem parte da coleção. Escolhemos caftãs e calças que também são ótimos complementos para a moda praia. Compense o volume dessas peças usando top amplo com calça justa e vice-versa.

E para quem não arrisca desenhos tão coloridos, duas opções de estampas tropicais mais discretas: em cores sóbrias ou ao lado das clássicas listras (que apareceram em peso na temporada internacional, veja aqui).

Anúncios


Deixe um comentário

É Primavera & Sonhos de Verão, na Saia e Salto Alto

A Composição está na sétima e oitava edições da revista virtual Saia e Salto Alto. Confira os itens nas páginas da publicação e conheça a revista clicando aqui.

É Primavera, na sétima edição:

Camisa: Tempero Brasil

Camisa: Tempero Brasil | Regata: Fine Collection | Calça de linho: Tempero Brasil

Saia: Prelúdio

Camisa: NP Fashion

Sonhos de Verão, na oitava edição:

Regata de lurex: Parado no Ar |  Saia bandagem: Peso D’água

Vestido mullet: Nissi

Vestido plissado (modelo à direita): Nissi

Camisa mullet e short de alfaiataria: Nissi


Deixe um comentário

Outubro Rosa: Composição e Associação Amigas da Mama

Para divulgar o Outubro Rosa e alertar sobre a importância de prevenir e tratar o câncer de mama, a Composição conta com a ajuda da Associação Amigas da Mama. Fundada em agosto de 2001 por mulheres que vivenciaram o câncer, a AAMA trabalham em prol das mulheres que estão em tratamento, fornecendo informação e apoio.
 
Conheça mais o trabalho da associação retirando o informativo e a revista da Associação  Amigas da Mama em nossa loja. Na revista, além de informações médicas, você encontra dicas que visam o bem estar durante o tratamento e a manutenção da auto estima.
Gostaríamos de agradecer a presidente da AAMA, Maria Inês, pela atenção e disponibilidade de nos trazer todo o material pessoalmente.


Deixe um comentário

Outubro Rosa: Saiba mais sobre o câncer de mama

Conheça um pouco mais sobre o tipo de câncer mais comum entre as mulheres e saiba quais são as formas de prevenção. As informações são do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Sobre

Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.

No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes.

Prevenção

Evitar a obesidade, através de dieta equilibrada e prática regular de exercícios físicos. O excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença.

A ingestão de álcool, mesmo em quantidade moderada, é contra-indicada, pois é fator de risco para esse tipo de tumor, assim como a exposição a radiações ionizantes em idade inferior aos 35 anos.

Ainda não há certeza da associação do uso de pílulas anticoncepcionais com o aumento do risco para o câncer de mama. Podem estar mais predispostas a ter a doença mulheres que usaram contraceptivos orais de dosagens elevadas de estrogênio, que fizeram uso da medicação por longo período e as que usaram anticoncepcional em idade precoce, antes da primeira gravidez.

A prevenção primária dessa neoplasia ainda não é totalmente possível devido à variação dos fatores de risco e as características genéticas que estão envolvidas na sua etiologia.


Autoexame das Mamas


O INCA não estimula o autoexame das mamas como método isolado de detecção precoce do câncer de mama. A recomendação é que o exame das mamas pela própria mulher faça parte das ações de educação para a saúde que contemplem o conhecimento do próprio corpo.

Evidências científicas sugerem que o autoexame das mamas não é eficiente para a detecção precoce e não contribui para a redução da mortalidade por câncer de mama. Além disso, traz consequências negativas, como aumento do número de biópsias de lesões benignas, falsa sensação de segurança nos exames falsamente negativos e impacto psicológico negativo nos exames falsamente positivos.

Portanto, o exame das mamas feito pela própria mulher não substitui o exame físico realizado por profissional de saúde (médico ou enfermeiro) qualificado  para essa atividade.